Solicite um orçamento!!


CUPIM DE MADEIRA SECA

Cryptotermes brevis é considerada uma das espécies de cupins de madeira seca mais destrutivas do mundo e é também a mais amplamente distribuída. Esta espécie de origem indiana, é extraordinariamente apta a se adaptar em todos os países por onde têm sido levada.

As colônias de cupins de madeira seca infestam os seguintes tipos de madeira: não apodrecida, estrutural, móveis, ramos de árvores vivas em locais sombreados, árvores em pomares, postes e madeiras armazenadas.

cupim de madeira seca


A partir dessas áreas, reprodutores alados migram para novas construções e outras estruturas em dias ensolarados nos meses chuvosos. As colônias desses cupins geralmente são pequenas, em torno de 1000 indivíduos que vivem em peças de madeira, móveis ou peças de acabamento, que podem ser acidentalmente transportados pelo homem implicando na sua ampla área de distribuição.
Os cupins pertencentes a esse grupo têm baixo requerimento de umidade e possuem grande tolerância às condições secas por períodos prolongados. A água pode ser obtida diretamente da madeira que mesmo sendo em pequena quantidade é o suficiente graças a mecanismos especiais desenvolvidos para reduzir a perda de água. Dentre esses mecanismos o de recuperação de grande parte da água do material fecal (antes de evacuar) é um dos mais importantes. A umidade relativa do ar, por fornecer umidade à madeira, é indiretamente fonte de água para os cupins. OBS: A infestação de novas peças/móveis só pode ocorrer de duas formas: ou as peças ficam constantemente conectadas (madeira com madeira), ou houve revoada no estabelecimento.

cupim
Castas: soldados (cabeça preta), operários (brancos), e reprodutores (rainha e macho).

O sinal mais característico de infestação por térmitas de madeira seca é a presença de grânulos fecais, que são colocados para fora da peça atacada. Quando as colônias são pequenas, a quantidade de grânulos fecais eliminados para fora da colônia é mínima o que dificulta sua detecção. Esses grânulos são secos e apresentam a coloração da madeira da qual os cupins se alimentam. Além de constatar a presença dos grânulos fecais, deve-se verificar a ocorrência de tampões nos orifícios por onde os cupins jogam esses resíduos para fora da peça infestada. A coloração da substância utilizada para o fechamento assemelha-se à cor da madeira atacada o que dificulta a visualização de tais aberturas. A presença de formas aladas ou acúmulo de asas caídas no interior da construção, revelam a ocorrência de revoadas e podem ser indício de infestação.

como encontrar o cupim
Fezes: sinal de infestação.



TIPOS DE CUPINS:

Faça o seu orçamento!



Ex.: cliente@mail.com.br

Ex.: (00)0000-0000