Solicite um orçamento!!


Mosca

Classe: Insecta
Ordem: Diptera

A espécie de maior interesse médico/sanitário é a mosca doméstica (Musca domestica - a este gênero Musca pertencem aproximadamente 60 espécies)e, sua ocorrência, distribuição e predominância são fatores de grande importância para à avaliação das condições de saúde de uma população, pois indicam os seus hábitos de higiene e de organização tanto doméstico como empresarial.

Generic placeholder image


Quando adultas e fecundadas, as fêmeas procuram resíduos orgânicos em decomposição (esterco, cadáveres, lixo orgânico, etc.) para a realização da postura, são geralmente ovíparas (depositam ovos) ou vivíparas (depositam larvas).

Generic placeholder image
Mosca depositando ovos.

Ao pousarem em materiais contaminados, podem ingerir e/ou reter (nas patas, nos pêlos, etc.) germes patogênicos e ovos de parasitas. A sua ação como vetor mecânico de doenças e/ou na contaminação de alimentos e utensílios domésticos, pode então, ocorrer através do contato de seu corpo piloso ou ainda pela regurgitação, pré-repasto e, por suas fezes, visto que tem o hábito de regurgitarem e defecarem durante o processo de alimentação. Tornam-se, portanto, importantes inoculadoras de microorganismos contaminantes, tais como, o agente da salmonelose. Estes agentes, carregados mecanicamente, são causadores de doenças infecciosas (como febre tifóide, paratifo, tuberculose, conjuntivite, tracoma, poliomielite, cólera, etc) no homem.

O Ciclo Biológico evolui num processo de transformação de 4(quatro) etapas (ovo, larva, pupa e adulto), que ocorre em um período médio de 40 dias (30-45). Assim que, no desenvolvimento pós-embrionário, dos ovos (± 400) eclodem as larvas, que são vermiformes e não possuem patas, evoluem por pelo menos três mudas de pele e alimentam-se dos restos orgânicos a sua volta. No prazo médio de uma semana penetram em local seco (normalmente no solo) para empupar, passando então por um grande processo de transformação conhecido como metamorfose, de onde surge a mosca adulta. A mosca, como a maioria dos dípteros, realiza reprodução sexuada. Nos períodos de calor eclodem entre 12 e 24 horas e nas épocas frias entre 3 e 4 dias.

Generic placeholder image
Pupa

As larvas, logo após a eclosão, passam a alimentar-se das matérias orgânicas existentes a sua volta. O gênero Musca desenvolve-se em restos orgânicos em decomposição, lixos domésticos, estercos e fezes, caracterizando-se como coprófagas.

Generic placeholder image
Larvas.

Para passar ao estágio pupal, as larvas abandonam seu habitat inicial, buscando o solo. É neste ambiente que ocorre a Metamorfose e as maiores e mais complexas transformações, até a sua forma adulta. As pupas permanecem imóveis, envolvidas pela última pele larval que, enrijecida transforma-se em um estojo ovóide, chamado pupário. Após um período de 04 a 05 dias o adulto força com a cabeça a abertura de uma calota que lhe permite a passagem ao meio exterior. As moscas têm hábitos alimentares bastante variados e a grande maioria é onívora, alimentando-se de fezes, estercos, escarros, pus, produtos animais e vegetais em decomposição, etc. As características morfológicas de seu aparelho bucal permite que elas se alimentem de substâncias pastosas e líquidas.

Generic placeholder image
Alimento contaminado com os ovos da Mosca.



Faça o seu orçamento!



Ex.: cliente@mail.com.br

Ex.: (00) 0000-0000